Buscar
  • rivera60mais

Depressão na velhice



A depressão é um grave problema de saúde na população geral e em idosos, sendo definida e diagnosticada pelo Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM-V) como uma doença mental que pode levar a agravos de doenças incapacitantes que comprometem a qualidade de vida.

O conceito de depressão varia em diferentes grupos étnicos e etários, podendo ser confundido na população geral como mau humor, desesperança e estado de preocupação.

A depressão em idosos está associada à maior incidência de comprometimento cognitivo, que por sua vez, pode ser um preditor de demência. Embora os idosos apresentem maior probabilidade de desenvolvimento de depressão, ela não é parte normal do envelhecimento.

SINTOMAS

A perda de interesse em atividades habituais, perda de apetite, dificuldade de adormecer, aumento da irritabilidade, da ansiedade e da ideação suicida são os principais sintomas depressivos em idosos.


TRATAMENTO

É medicamentoso, psicoterápico e ter um estilo de vida saudável também influencia muito. Nesse caso, é extremamente importante se atentar a todos os sintomas e procurar ajuda e acompanhamento médico. O tratamento pode ser realizado na Atenção Primária, nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e nos ambulatórios especializados.

Referência: DONATTI, Ariel et al. Relação entre a intensidade de dor lombar crônica e limitações geradas com os sintomas depressivos. BrJP, São Paulo, v. 2, n. 3, p. 247-254, Sept.  2019. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S259531922019000300247&lng=en&nrm=iso>. access on  02  Oct.  2019.  Epub Sep 23, 2019.  http://dx.doi.org/10.5935/2595-0118.20190044.

2 visualizações
  • 486-4869535_logo-whatsapp-branco-png-cli
  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube

©  2020 Rivera | Siena Company

Rua Passeio dos Ipês, 320, Sala 708 | Parque Faber | São Carlos, SP | 01.146.051-0001/99